Santarém | Visit Santarém

Mais do que bela Santarém é verdadeiramente única! | More that beautiful Santarém is truly unique

Banhada pelo majestoso rio Tejo, Santarém, capital do Ribatejo e Scalabis para os romanos do antigo Império, esteve sempre presente nos principais momentos da história de Portugal: desde a entrada de D. Afonso Henriques na cidade em 15 de Março de 1147, até à partida, em direção a Lisboa, dos tanques comandados pelo Capitão Salgueiro Maia, na madrugada de 25 de Abril de 1974, que em poucas horas conquistaram um país livre e democrático.

A fundação desta urbe mágica e luminosa, situada a cerca de 80 km de Lisboa, está associada à mitologia greco-romana e cristã, reconhecendo-se nos nomes de Habis e de Irene, as suas origens míticas. Os primeiros vestígios documentados da ocupação humana remontam novecentos anos A.C.

A cidade e o concelho proporcionam múltiplas leituras do seu território. Na cidade, que se deve conhecer a pé, destacamos a s suas ruas e ruelas calcetadas e recortadas por desenhos medievais, onde em cada esquina, o visitante é atraído por templos construídos entre os séculos XIII e XV, que lhe conferem o epíteto de "Capital do Gótico" português. Templos esses com inegável valor patrimonial e com deslumbrantes histórias para contar.

Mas a "velha" Scalabis guarda outras surpresas, nomeadamente no local da antiga Alcáçova de Santarém – o Jardim das Portas de Sol, como seu Centro de Interpretação "Urbi Scallabis".

Do Jardim das Portas de Sol, considerado um dos principais polos de atração turística da cidade, podemos contemplar o rio Tejo e toda a beleza da Lezíria com prósperas terras agrícolas indefinidamente ligada à figura do campino, do toiro e do cavalo.

É uma cidade onde as tradições e as crenças se cruzam com a modernidade.


* * *

Bathed by the majestic river Tagus, Santarém, Scalabis for the Roman empire is the capital of Ribatejo Region and has always been present in the most important moments of Portuguese history: from the entrance of D. Afonso Henriques in the city on March 15, 1147, to the departure to Lisbon of the tanks commanded by Captain Salgueiro Maia, in the early hours of April 25, 1974, which in a few hours conquered a free and democratic country.

The foundation of this magical and luminous city, located about 80 km from Lisbon, is associated with Greco-Roman and Christian mythology, recognizing in the names of Habis and Irene, its mythical origins. The earliest documented traces of human occupation date back nine hundred years A.C.

The city and the county provide multiple readings of its territory. In the city historical center, which should be known by foot, we highlight its cobbled streets and alleys interspersed with medieval designs, where in every corner the visitor is attracted by temples built between the 13th and 15th centuries, which give Santarém the epithet of "Portuguese Capital of Gothic". These temples have an undeniable patrimonial value and with dazzling stories to tell.

But the "old" Scalabis holds other surprises, particularly at the site of the old Alcáçova de Santarém - the Jardim das Portas de Sol, as its Interpretation Center "Urbi Scallabis".

From the Garden of the Portas de Sol, considered one of the main attractions of the city, we can contemplate the river Tagus and all the beauty of Lezíria with prosperous agricultural land indefinitely linked to the figure of the campino (horse rider and keeper for the bulls), the bull and the horse.

It is a city where traditions and beliefs intersect with modernity.