Descobrir

O que visitar

Descubra Santarém enquanto prova Portugal. Santarém é o centro do País e o centro da história de Portugal. Do gótico à história religiosa, dos maravilhosos e inesquecíveis momentos sonoros dos órgão de igreja até às paisagens e portas com o sol a receber o dia ou a desejar boa noite. Santarém tem os condimentos necessários. Santarém é uma receita turística que se descobre e se gosta de repetir sozinho, a dois ou em família.

Igreja de Santa Maria da Alcáçova

Foi fundada em 1154 sob a égide de Pedro Arnaldo, mestre dos Templários, sete anos depois da conquista de Santarém aos Mouros. Em 1192 era já Colegiada e nos meados do séc. XIII passa a assumir funções de Capela Real, estatuto que manteve até 1834. Na Idade Média aí se manteve uma escola, que perpetuou as suas funções até ao séc. XVIII. Os seus priores e cónegos salientaram-se no mundo da teologia, do direito, da música e das letras, alcançando muitos a notoriedade. Ao longo dos séculos esta igreja foi alvo de diversas intervenções que acabaram por ocultar a traça original, pelo que, hoje, estamos perante uma obra que, no essencial, é fruto das intervenções dos séculos XVII-XVIII. Apresenta planta em forma de cruz latina, com três naves separadas por uma dezena de colunas, encimadas por arcos de volta inteira; e cabeceira com três capelas, sendo a capela central com abóbada de caixotões e que corresponde à capela-mor. A tela do altar-mor é da autoria do pintor e escritor Cyrillo Volkmar Machado. De destacar o singelo túmulo adossado à entrada do templo, cuja tradição popular diz abrigar os corpos de um cristão e de sua apaixonada moura.

  • Horário: 10:00-12:30 | 14:00 – 17:30
  • Encerra: 2ª., 3ª. e Feriados