"O pai dos festivais"

Localizada no coração da fértil lezíria ribatejana, uma zona de planície, banhada pelo Rio Tejo, e em cujos campos a agricultura se desenvolveu ao longo dos séculos, Santarém manteve ao longo dos anos uma relação muito estreita com a Gastronomia Portuguesa, tendo vindo a atuar na defesa do património gastronómico como valor integrante do património cultural.

Foi em 1981 que nasceu o primeiro Festival Nacional de Gastronomia. Trazendo até Santarém os melhores restaurantes de cada região turística que por sua vez escolhiam para os seus cardápios as especialidades tradicionais regionais, o Festival teve um papel fundamental na preservação do património gastronómico Português.

Sabemos hoje que foi a partir deste primeiro Festival que começaram a surgir, um pouco por todo o país, uma enormidade de certames gastronómicos, mas nunca tendo nenhum assumido as proporções de carácter Nacional do Festival de Santarém.

É hoje uma marca consagrada junto de gastrónomos, profissionais e amantes da boa mesa que apresenta, anualmente, um programa rico em atividades que celebram e promovem o Património Gastronómico Português. Apresenta-se como um certame de excelência e uma montra dos sabores regionais.

Este ano, apresenta o tema "O PÃO DE CADA DIA" e convida os visitantes a mergulharem nos sabores da tradição e da inovação culinária, entre os dias 19 e 29 de Outubro de 2017.